Home » Insights » Hard Skills e Soft Skills: o que são e quais as suas diferenças?

Hard Skills e Soft Skills: o que são e quais as suas diferenças?

Índice

    Dois dos novos termos que estão sendo cada vez mais utilizados no mundo das contratações é o de hard e soft skills. A palavra “skill” vem do inglês e pode ser traduzida como “habilidade”, esses termos tentam dividir as habilidades e aptidões de cada profissional para que o processo seletivo seja cada vez mais assertivo.

    Algum tempo atrás era muito comum no processo de contratação levar em conta apenas as hard skills na hora de selecionar um candidato, mas isso mudou e agora as soft skills estão ganhando cada vez mais espaço no recrutamento e seleção.

    Nesse artigo você vai entender um pouco mais sobre o que são soft e hard skills e como essas habilidades são avaliadas em um processo seletivo. Além disso, vamos te mostrar como essas aptidões podem influenciar no ambiente de trabalho das empresas.

    O que são hard skills e soft skills?

    Em tradução livre do inglês, o termo skill significa “habilidade” e é utilizado pelo setor de recursos humanos para designar características e conhecimentos específicos nos profissionais, sendo eles de tecnologia ou não.

    São estas competências que ajudam os recrutadores a entender melhor qual perfil profissional tem mais potencial de sucesso em determinado time ou função.

    As skills se dividem em dois grupos: hard skills e soft skills, que devem ser trabalhados e avaliados de formas diferentes pelos talentos e recrutadores, respectivamente.

    Abaixo, explicamos com mais detalhes sobre estes dois tipos de habilidades. Veja:

    Hard skills

    Hard skills são as habilidades técnicas que o profissional apresenta e que podem ser mensuradas. Essas habilidades podem ser adquiridas por meio de cursos e experiências profissionais e normalmente são fáceis de identificar, pois podem ser comprovadas por meio de certificados, testes, entre outros. 

    Essas informações são muito importantes para a avaliação dos candidatos dependendo da vaga, e são de fácil identificação pois, normalmente, elas se apresentam de forma clara no currículo, mas elas não podem ser a única fonte para avaliação na hora de decidir entre os candidatos.

    Soft skills

    Soft skills são as habilidades pessoais que o profissional possui, essas, ao contrário das hard skills, são intangíveis e não conseguem ser comprovadas de maneira tão simples, como com o uso de certificados ou testes.

    As soft skills estão ganhando cada vez mais espaço nos processos de contratação pois as empresas estão mudando a forma de pensar e se preocupando cada vez mais com a cultura organizacional.

    Caso o candidato tenha muitas habilidades técnicas, mas não possua as soft skills necessárias, o ambiente de trabalho acaba sendo ruim para o profissional e ele não conseguirá alcançar uma grande produtividade, afetando também a empresa que o contratou.

    Quais são as principais diferenças entre as hard e soft skills?

    Além da diferença conceitual, que você já conferiu nos tópicos anteriores deste artigo, há também as diferenças práticas relacionadas a estes dois tipos de habilidades profissionais. 

    A princípio, podemos falar sobre a forma como as hard e soft skills são avaliadas em um processo de recrutamento e seleção. Enquanto as hard skills são identificadas de forma simples durante o processo de contratação, as soft skills são muito mais subjetivas. 

    A avaliação das hard skills de um candidato começa no entendimento sobre quais são os requisitos da vaga. Desta forma, numa breve conversa técnica é possível ver se as habilidades técnicas estão presentes e, caso seja necessário, podem ser realizados testes específicos que auxiliam ainda mais na hora de escolher o candidato ideal.

    Alguns exemplos de hard skills no setor de tecnologia são:

    • Certificações em tecnologia;
    • Domínio de determinadas linguagens de programação;
    • Cursos de capacitação;
    • Graduação e Pós-graduação;
    • Domínio de outro idioma.

    Como as hard skills são muito mais específicas do que as soft skills, seria praticamente impossível abordar todas em um único artigo como este. Mas, com estes exemplos, já é possível ter uma noção de quais competências se enquadram neste tipo de habilidade.

    Já no caso das soft skills, para avaliar esse tipo de aptidão é necessário entender quais os tipos de habilidades serão essenciais para a vaga em questão e, assim, analisar os comportamentos dos candidatos. Quando sabemos quais habilidades devem estar presentes no candidato, preparamos algumas perguntas específicas das quais é possível abstrair se a competência parece ou não estar presente.

    Alguns exemplos de soft skills são:

    Além destas, outras características comportamentais também podem ser entendidas como soft skills e exigidas pelos recrutadores na hora de preencher determinada vaga.

    Como essas habilidades podem influenciar no ambiente de trabalho?

    Como foi dito anteriormente, um candidato que foi contratado apenas por conta de suas habilidades técnicas e que não foram levadas em conta suas habilidades pessoais, pode causar um problema tanto para a organização quanto para o próprio profissional.

    Considerando um ambiente de trabalho que necessite de pessoas que precisam ajudem umas às outras durante o andamento dos projetos, um profissional que não é muito flexível, que se desenvolve e tem mais produtividade trabalhando sozinho, não vai conseguir ser produtivo. Mas essa falta de produtividade não está ligada de forma alguma com a habilidade técnica e sim à uma habilidade pessoal.

    Como posso desenvolver essas habilidades na minha empresa?

    É possível ajudar os parceiros da sua empresa a desenvolver tanto as habilidades técnicas (hard skills) quanto às habilidades pessoais (soft skills). Desenvolver programas de treinamento, disponibilizar cursos técnicos e de idiomas e incentivar a ida à eventos e palestras são alguns exemplos de atividades que agregam as hard skills.

    E para desenvolver as soft skills, algumas práticas também podem auxiliar, como a realização de ações para melhorar a comunicação e o relacionamento entre as equipes e a criação de uma cultura de feedback.

    Conclusão

    Com este artigo conseguimos compreender o significado de hard skill e soft skill e como identificá-los e desenvolvê-los. Com essas definições em mente, agora é muito mais fácil encontrar os perfis que mais combinam com a sua empresa, mas é sempre importante lembrar que os dois tipos de habilidades podem ser também desenvolvidos em conjunto com cada um dos parceiros que compõem a empresa.


    Publicado

    em

    por