Índice:

CTO: Qual o seu papel em uma startup

Índice:

CTO é a sigla pra Chief Technology Officer, ou seja o executivo de tecnologia de um negócio. Cada vez mais em notoriedade, CTO é o “guru”, que responde por todas as decisões tecnológicas que um negócio tem que tomar, seja ele uma startup ou não. De uma maneira geral, é quem toma decisão de qual linguagem, frameworks, banco de dados e infraestrutura utilizar.

Mas é claro que nem tudo é tão simples assim… O papel de um CTO, assim como o de outros executivos, pode mudar de acordo com o tipo, o tamanho e até mesmo o momento da empresa. Pensando nisso, este artigo vai abordar as principais funções e atribuições de um executivo de tecnologia em um negócio.

Principais responsabilidades de um CTO

A principal responsabilidade de um CTO em uma empresa é gerenciar os times de tecnologia e fornecer aos colaboradores e à empresa de modo geral, uma visão estratégica a respeito do produto ou serviço que se encontra em desenvolvimento.

É o CTO o principal responsável por entender quais são as principais tendências no setor de desenvolvimento e como os produtos desenvolvidos pela equipe que está sob sua liderança podem acompanhar estas inovações.

A atuação de um diretor de tecnologia varia de acordo com o tamanho da empresa em questão. Quando se trata de uma startup, este profissional pode atuar em diversas fases de um projeto, de acordo com as necessidades do negócio. 

Para te ajudar a entender melhor a respeito das responsabilidades de um CTO em uma empresa de pequeno porte, listamos abaixo as atribuições mais comuns para cada momento de uma startup, desde o momento da sua concepção até a escala. Vamos lá?

Fase embrionária

Quando o seu negócio está começando, ou seja, quando você está tirando suas ideias do papel, o CTO tem parte fundamental no desenvolvimento do software em si.

Nesse momento, ele atua mais como um programador sênior do que como um gestor ou gerente. Dessa forma, ele passa a maior parte do tempo “codando” e, caso exista mais algum dev na equipe, gerenciando a qualidade deste outro profissional.

A presença do CTO nesta fase é fundamental para o futuro da empresa pois, desta forma, ele conseguirá conhecer a fundo o produto para tomar decisões de gerenciamento em outros momentos do negócio.

Fase de validação do negócio

Como nós sabemos, econtrar o product market fit faz parte da vida de todas as startups. E para isso, são necessários ótimos ciclos de Lean (Learn, Build, Measure).

Sendo assim, nessa fase, é fundamental uma participação especial de um CTO, pois só assim você vai conseguir garantir que esses aprendizados sejam traduzidos de maneira real para a tecnologia.

Então aqui, o CTO precisa, além de ser um programador sênior, um bom analista de negócios, para entender os problemas dos usuários e solucioná-los através das funcionalidades do software.

Fase de escala

Agora que você passou da fase de aprender e tem um produto “estável” não precisa mais de um CTO, certo? Errado.

É nesse momento que o CTO vira um gerente. Aqui ele é o responsável pela contratação de profissionais, manutenção da qualidade de código e por pesquisa e desenvolvimento.

Resumindo, ele é o responsável por fazer o seu produto aguentar toda a escala que sua startup alcançar. E isso não é uma tarefa simples.

Principais habilidades de um CTO

Agora que você já sabe como um CTO pode contribuir para o crescimento de uma startup ou scale-up, vale a pena entender melhor quais são as principais habilidades buscadas em profissionais que pretendem ocupar este cargo em uma empresa. 

Por se tratar de um cargo de liderança em tecnologia, é essencial que os talentos possuam, além de um vasto conhecimento técnico, soft skills como proatividade, uma comunicação assertiva, habilidades com gestão de times e projetos, organização e criatividade.

Onde encontrar um bom CTO para o seu negócio

Muitos gestores ficam em dúvidas sobre onde procurar (e encontrar) bons CTO’s, com habilidades e competências que correspondem aos objetivos das equipes de tecnologia e da empresa como um todo. Mas, isso não deve ser motivo para pânico.

Existem diversas maneiras de encontrar os melhores profissionais para o seu projeto. Algumas das mais utilizadas atualmente são as indicações que vêm a partir das redes de empreendedores das quais você e os demais gestores e recrutadores pertencem; há também eventos de tecnologia, como os hackathons; as buscas através de redes como o LinkedIn e o GitHub; além de plataformas e comunidades de tecnologia que conectam as empresas aos talentos que mais correspondem às suas necessidades.

Porque não iniciar um negócio sem um CTO

Pode parecer loucura, mas é cada vez mais comum negócios digitais, sairem do papel (e até continuarem por muito tempo), sem um CTO. Afinal, se encontrar boas pessoas desenvolvedoras não é uma tarefa fácil, contratar um CTO é ainda mais difícil.

Mas, iniciar sem um profissional desse perfil é muito pior do que a demora para encontrá-lo e pode custar muito caro para a sua startup a médio e longo prazo.

Imagine que você tenha que tomar todas essas decisões que citei sozinho, sem saber nada de tecnologia, as chances de isso dar errado são de quase 100%. Ou pior, que você tenha terceirizado essa decisão para outra pessoa, que não faz parte da sua empresa, como uma outra empresa ou freelancer.

Chegará o momento em que você não saberá mais nada da tecnologia do seu negócio. O que é um grande risco, afinal, se tratando de uma startup, a tecnologia faz parte do “core business”.

Por isso, sempre considere esse tipo de profissional na hora de tirar o seu produto digital do papel.

Publicado por:
Compartilhe:

Posts relacionados

Métricas e Estimativas de Software

No desenvolvimento ágil, métricas e estimativas de software são fundamentais para medir o desempenho e estimar o tempo necessário para concluir projetos de forma eficiente.Nesse artigo vou trazer um panorama

métricas ágeis

Entender e otimizar a developer experience é crucial para o sucesso de qualquer projeto de software. Uma experiência positiva pode impulsionar a produtividade e a satisfação da equipe, elementos chave

developer experience

A developer experience, ou DX, é um conceito cada vez mais importante no cenário de desenvolvimento de software. Mas por que a experiência do desenvolvedor é tão importante? Como ela