Índice:

Tech Recruiter: Entenda tudo sobre este profissional

Índice:

No setor de recursos humanos, o recrutamento e seleção não é uma novidade, mas o Tech Recruiter  pode ser um profissional desconhecido para muitos. Muitas empresas, hoje em dia, possuem a necessidade de criar ou aumentar seu time de desenvolvimento e acabam tendo algumas dificuldades na hora de utilizar o processo de contratação convencional.

A área de tecnologia está aquecida e em foco constante, e as empresas estão sentindo cada vez mais a necessidade de especialistas para resolver problemas voltados à essa área. O processo de recrutamento e seleção tradicional acabou deixando de atender as necessidades do mercado com a mesma eficiência de antes.

E esse é o momento em que o papel do Tech Recruiter entra em foco. Este profissional está cada vez mais presente no mercado de trabalho e em empresas que passam por uma transformação digital, por causa da grande demanda por contratações de qualidade na área de tecnologia.

Esse artigo tem como objetivo trazer mais informações sobre essa nova área de atuação, então vamos descobrir um pouco mais sobre o que um Tech Recruiter faz?

O que é um Tech Recruiter?

Um Tech Recruiter (ou recrutador técnico), como o nome já diz, é o profissional que recruta pessoas, no setor de tecnologia e desenvolvimento, com base em habilidades técnicas. É preferível que esse profissional entenda tanto da área de recursos humanos quanto da área de TI, ainda que este último não seja um pré-requisito.

É essencial que um Tech Recruiter tenha sempre a vontade de se manter atualizado e aberto a aprender novos conteúdos. Afinal, o setor de tecnologia vivem em constante evolução, fazendo com que o conhecimento sobre linguagens de programação, ferramentas, bibliotecas e boas práticas é muito importante para que o recrutador consiga fazer uma boa triagem e escolher realmente o candidato melhor qualificado para atuar na empresa, agilizando o processo seletivo e filtrando pessoas que não terão um fit com a oportunidade.

Além, da avaliação técnica, esse recrutador continua avaliando questões ligadas à cultura, como é feito em um processo seletivo convencional.

Esse profissional é muito necessário em todos os tipos de empresas que trabalham com tecnologias. Ele consegue diminuir o tempo no processo seletivo pois possui habilidades de triagem mais efetivas, justamente por conta do conhecimento técnico, diminuindo custos e o tempo de contratação. Além disso, tem um papel essencial na escalação dos profissionais mais adequados para compor um time ágil – como, por exemplo, uma squad.

O que um recrutador técnico faz?

Um recrutador técnico é responsável pela aquisição e triagem de currículos e pessoas, realização de entrevistas que consigam filtrar e entender o conhecimento do candidato, além de pensar em estratégias para moldar o processo de acordo com a necessidade específica da vaga proposta, como, por exemplo, a preparação de um teste prático que avalia os conhecimentos técnicos característicos da vaga apresentada, e que serão necessários para atuar na empresa e no dia a dia.

Mas esse profissional não precisa avaliar sozinho os candidatos. É possível realizar uma triagem de perfis com os Tech Recruiters e depois, uma pessoa que já atua com a tecnologia necessária para a vaga, avalia o candidato de uma maneira mais efetiva, entrando mais a fundo em conhecimentos técnicos.

Outra atividade que um recrutador técnico pode executar dentro de uma empresa é na definição de estratégias para tornar os processos seletivos mais agradáveis aos talentos, trabalhando em conjunto com os profissionais da área de marketing, por exemplo, para implementar o Inbound Recruiting.

Além dessas funções, o Tech Recruiter também é responsável por montar descrições de vagas que sejam claras e diretas, fazer a divulgação nas redes sociais e também em canais de comunicação específicos para a oportunidade. Mas, de modo geral, o escopo destes profissionais costuma variar de acordo com o perfil de cada empresa.

Por isso, os recrutadores técnicos precisam sempre estar de olho em grupos e comunidades sobre linguagens, que os desenvolvedores geralmente participam e contribuem, pois são nesses canais que uma divulgação de vaga pode ser mais efetiva, atingindo diretamente o seu público alvo.

Neste vídeo, elencamos algumas dicas que podem te ajudar nas estratégias de recrutamento em tecnologia. Dá só uma olhada:

O Tech Recruiter nos processos seletivos 

Os tech recruiters exercem papéis imprescindíveis em cada etapa dos processos seletivos de tecnologia, desde a divulgação e atração dos candidatos até os feedbacks.

Abaixo, você entenderá um pouco mais sobre as responsabilidades deste profissional em cada uma destas fases. Confira:

Atração de candidatos

Divulgar as vagas, fazer com que os talentos de tecnologia (que são tão disputados no mercado de trabalho) sintam-se atraídos pelas oportunidades da empresa em que você trabalha e, assim, se candidatem para um processo seletivo não é uma tarefa fácil.

Em empresas de pequeno porte, como startups, é dever dos tech recruiters buscarem ativamente por talentos através de conexões em redes sociais como o LinkedIn, por exemplo. 

Entrevistas

Depois de atrair os talentos, é hora de avaliar seus perfis técnicos e comportamentais através das entrevistas. Neste momento, é importante investir em avaliações dinâmicas e ágeis, mas ao mesmo tempo, completas. 

Os tech recruiters são os principais responsáveis por conduzir as entrevistas em um processo seletivo de tecnologia, principalmente quando se trata das análises comportamentais, já que os testes técnicos exigem maiores conhecimentos relacionados à tecnologia. No entanto, nada impede que os recrutadores técnicos avaliem os candidatos, caso tenham experiência suficiente para fazê-lo.

Feedbacks

Ao longo das etapas de seleção, é de responsabilidade dos tech recruiters manter os candidatos atualizados a respeito da sua aprovação ou não, além de fornecer feedbacks claros e construtivos aos talentos.

Afinal, obter este retorno é essencial para que os profissionais tenham a chance de evoluir profissionalmente, além de contribuir para que a empresa tenha uma boa relação com os talentos, que podem se candidatar a outras oportunidades no futuro ou até mesmo divulgar o seu negócio. 

Quanto ganha um tech recruiter?

A remuneração de um tech recruiter também é um tópico que merece atenção neste conteúdo, justamente porque esta é uma informação essencial para quem deseja ingressar no mercado de tecnologia através desta ocupação. Afinal, ninguém quer ser passado para trás em uma oportunidade de trabalho, não é mesmo?

Os salários de tech recruiters variam muito de acordo com a empresa e a sua localização geográfica, as funções e o nível de experiência de cada profissional, por exemplo. Por isso, fica até um pouco difícil determinar com certeza qual é a média salarial deste cargo.

De acordo com plataformas especializadas em recrutamento como o Glassdoor, apontam que recrutadores técnicos no Brasil costumam ganhar em média R$ 5.000,00. No entanto, os salários podem variar de 1.500,00 a 12.000,00, principalmente de acordo com a senioridade de cada talento.

O que eu preciso fazer para me tornar um recrutador técnico?

Para se tornar um recrutador técnico é necessário, como já dito anteriormente, não só o conhecimento da área de recursos humanos e recrutamento e seleção, mas também um conhecimento sobre as tecnologias atuais e mais utilizadas no mercado de trabalho. Grande parte dos profissionais possui pelo menos dois anos de experiências voltadas para a tecnologia antes de exercer a função de tech recruiters.

Existem várias formas de entrar nessa área, não sendo sempre necessária uma graduação, pois isso varia de empresa para empresa. Mas o estudo contínuo sobre tecnologia e sobre linguagens de programação ajudam e são um grande diferencial.

O profissional que quer trabalhar como Tech Recruiter precisa, principalmente, ter vontade de aprender e de se manter atualizado, pois o mercado de TI sofre mudanças e ganha novas tecnologias constantemente. Além disso, é legal que essa pessoa se engaje e participe da comunidade, comparecendo à eventos, meetups e afins. 

Dentre as demais habilidades essenciais para um tech recruiter estão:

Ser comunicativo e construir um bom networking

Estabelecer uma boa comunicação com os candidatos, as lideranças e os demais membros da empresa em que trabalha é uma tarefa essencial de um bom tech recruiter. No entanto, esta conexão não pode se limitar às fronteiras do ambiente em que você trabalha. Recrutadores técnicos estão entre os profissionais que mais precisam construir um bom networking e conhecer outros colegas de profissão. 

Isso porque, ao criar uma rede de contato com outros tech recruiters, torna-se possível compartilhar experiências, entender novas estratégias de recrutamento e contar com uma fonte de indicações para encontrar e contratar novos talentos. 

Conhecimento sobre tecnologia, negócios e projetos

É importante que um Tech Recruiter tenha experiências que vão além do recrutamento, principalmente quando você está lidando com desenvolvedores, por exemplo. Entender conceitos mínimos sobre lógica e linguagens de programação e diversas outras tecnologias do mercado é importante para que você saiba quem está avaliando e como está fazendo isso. Mesmo que de forma básica.

Outras áreas que também precisam estar sob conhecimento dos recrutadores técnicos são gestão de negócios e de projetos. Ter noções básicas sobre estratégias de negócio, gerenciamento de projetos e de equipes de tecnologia será importante para avaliar candidatos a cargos de níveis mais avançados, como lideranças em TI. Além disso, quando um tech recruiter possui uma visão mais ampla sobre o mundo dos negócios em que está inserido, fica mais fácil compreender determinadas decisões da empresa, estratégias das diversas lideranças da organização e, assim, não errar nas contratações.

Prezar por fornecer a melhor experiência aos talentos durante os processos seletivos

Tech recruiters precisam se dedicar a desenvolver processos de recrutamento e seleção capazes de colocar os talentos no centro das relações de trabalho e, assim, proporcionar-lhes a melhor experiência mesmo quando estão em um processo de avaliação. Um bom recrutador deve estar disponível para conhecer as pessoas a fundo, sem tratá-las apenas como um conjunto de habilidades técnicas e comportamentais. 

Quando você tem uma visão holística sobre tudo o que envolve avaliar e contratar um novo talento, consegue entender mais sobre o potencial que cada profissional terá dentro de determinada equipe e, assim, realizar contratações mais assertivas.

Conclusão

Neste artigo, trouxemos tudo o que você precisa saber a respeito das funções de um recrutador técnico, comumente conhecido como Tech Recruiter. Entender sobre o papel destes profissionais no setor de Recursos Humanos nas empresas é essencial para traçar estratégias eficientes de recrutamento e seleção em tecnologia e, assim, sair na frente dos concorrentes na corrida pelos melhores talentos tech. 

Por último, mas não menos importante, é essencial ressaltar que essa nova profissão é um complemento que chegou para facilitar a vida de todo o setor de Recursos Humanos, e não substituir os profissionais que já estão no mercado de trabalho. Portanto, ainda são necessárias pessoas que ajudam a gerenciar, estruturar e recrutar o time de uma empresa. O que podemos dizer é que o modelo e a forma de trabalho evoluíram. 

Espero que você tenha gostado do artigo e, caso tenha restado alguma dúvida, deixe nos comentários!

Publicado por:
Compartilhe:

Posts relacionados

Métricas e Estimativas de Software

No desenvolvimento ágil, métricas e estimativas de software são fundamentais para medir o desempenho e estimar o tempo necessário para concluir projetos de forma eficiente.Nesse artigo vou trazer um panorama

métricas ágeis

Entender e otimizar a developer experience é crucial para o sucesso de qualquer projeto de software. Uma experiência positiva pode impulsionar a produtividade e a satisfação da equipe, elementos chave

developer experience

A developer experience, ou DX, é um conceito cada vez mais importante no cenário de desenvolvimento de software. Mas por que a experiência do desenvolvedor é tão importante? Como ela