Índice:

Saiba para quê servem os testes de software

Índice:

Melhor prevenir do que remediar! A abrangência desse dito popular tem efeitos importantes para o mercado digital. Nesse cenário, saiba que os testes de software permitem a detecção precoce de falhas nos sistemas antes do seu lançamento. Isso impacta positivamente na redução dos custos de implementação do produto.

Além da redução dos custos para a empresa desenvolvedora, beneficia o usuário final, vez que terá acesso a uma solução eficiente para suas necessidades. Diante disso, acompanhe o texto na íntegra e descubra para que servem os testes de softwares.

Teste de software de integração

Uma vez evidenciado o funcionamento adequado de cada uma das unidades de software, precisamos partir para a verificação da operação destas em conjunto. Essa adequação é constatada por meio do teste de integração.

A sistemática do teste de integração mais empregada é a incremental. Ela consiste em conectar e testar cada uma das partes do programa de maneira progressiva até que se obtenha a totalidade do que foi projetado. Semelhante à montagem de um quebra-cabeças, em que as peças vão sendo encaixadas umas com as outras até que a figura ganhe a forma total.

O modelo incremental tem sido bastante eficiente em detectar e corrigir falhas que podem ocorrer entre cada uma das unidades. Isso permite que as causas de erros e suas correções sejam realizadas com rapidez e maior precisão.

Teste de software de regressão

O teste de regressão é aplicado com vistas a impedir que um procedimento de atualização ou correção acabe gerando um bug em outro componente. Sem o teste de regressão, qual poderia ser o resultado? Bug total!

A estratégia para a escolha de quais testes de regressão serão selecionados depende das especificidades e da escala do produto (pequeno, médio ou grande), bem como das necessidades dos usuários.

Por exemplo, optar por um método de regressão manual pode promover ganhos na percepção de pequenas falhas, todavia costuma ser demorado quando comparado ao sistema automático. Ainda, optar por uma abordagem de regressão parcial permite a verificação da parte que foi modificada e suas adjacências, o que promove um ganho de tempo.

Portanto, sob a ótica empresarial, reduzir o tempo de testes e o esforço da equipe, aliado a melhora da qualidade do produto precisam ser considerados no momento de escolher qual será a estratégia adotada para os testes de regressão.

Teste de usabilidade

As modalidades de testes acima destacadas têm por escopo a verificação da funcionalidade do software. Ou seja, avaliam se a solução realiza as tarefas para as quais foi projetada. De maneira complementar, o teste de usabilidade mensura a experiência do usuário durante sua interação com o sistema.

O método mais empregado para avaliar a usabilidade de um software é o teste de heurística ⎼ que resolve problemas e acrescenta mecanismos com base em informações obtidas por meio da experiência prática. Alguns dos critérios considerados nessa avaliação são os seguintes:

  • perfil do público-alvo que utiliza o software;
  • principais problemas enfrentados por esses usuários na utilização do sistema;
  • acessibilidade do sistema;
  • interface é intuitiva e permite o aprendizado do usuário de maneira autônoma.

Assim que esses e outros questionamentos forem devidamente registrados, os resultados devem ser apresentados aos desenvolvedores do software para que o aprimorem. A adoção dessa medida proporcionará crescimento exponencial para sua empresa.

Nesse contexto, cabe destacar a importância de se avaliar a viabilidade de contratar uma empresa outsourcing de desenvolvimento de software. Preferencialmente a prestadora de serviços a ser contratada deverá atuar com base no conceito MVP, como a EZ.devs, por exemplo.

Sendo assim, destacamos que os testes de software permitem avaliar de modo criterioso se o programa entrega ferramentas compatíveis com as necessidades dos usuários. O resultado da adoção desses testes será a apresentação de um produto competitivo e com grande valor agregado perante o mercado.

Publicado por:
Compartilhe:

Conheça a Kody, sua nova gerente de projetos com IA!

Posts relacionados

testes de software

Melhor prevenir do que remediar! A abrangência desse dito popular tem efeitos importantes para o mercado digital. Nesse cenário, saiba que os testes de software permitem a detecção precoce de

testes de software

Melhor prevenir do que remediar! A abrangência desse dito popular tem efeitos importantes para o mercado digital. Nesse cenário, saiba que os testes de software permitem a detecção precoce de

testes de software

Melhor prevenir do que remediar! A abrangência desse dito popular tem efeitos importantes para o mercado digital. Nesse cenário, saiba que os testes de software permitem a detecção precoce de