Índice:

Principais soft skills e hard skills para um desenvolvedor front-end

Índice:

Quem deseja seguir carreira como desenvolvedor front-end tem grandes chances de encontrar um futuro muito promissor no mercado de tecnologia. O cenário é de uma grande demanda do mercado, nacional e internacional, por estes profissionais e por mais que os países formem diversos talentos a cada ano, o número de oportunidades disponíveis ainda é muito maior do que o número de pessoas capazes de preencher estas vagas. 

De acordo com um levantamento da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e Tecnologias Digitais, a Brasscom, o Brasil forma 46 mil novos talentos de TI por ano, incluindo desenvolvedores. Mesmo com esta grande quantidade, há um déficit de 24 mil profissionais, já que o número de oportunidades disponíveis pode chegar a 70 mil. 

Com tanta demanda e pouca oferta, aumentam ainda mais as chances de prosperidade na carreira daqueles que trabalham com desenvolvimento de software. Isso porque, além do leque de oportunidades, a remuneração e os benefícios também são bem interessantes.

Mas, ainda que as empresas estejam em uma corrida desesperada em busca de profissionais de tecnologia, a maior parte delas ainda preza por encontrar, selecionar e recrutar os melhores talentos do mercado. Para isso, é necessário que os próprios desenvolvedores se dediquem às suas carreiras e desenvolvam habilidades técnicas e comportamentais que os coloquem em uma posição de destaque no mercado tech. 

Com isso em mente, pensamos em te ajudar a conquistar oportunidades excelentes como desenvolvedor front-end listando as principais hard skills e soft skills essenciais para atingir o sucesso nesta área da tecnologia.

Ficou curioso? Continue a leitura para saber mais!

Pré-requisitos: o que você precisa dominar como desenvolvedor front-end 

Para ser considerado um bom desenvolvedor front-end e conquistar um espaço de destaque no mercado de trabalho, alguns pré-requisitos que vão além do conhecimento técnico são essenciais. No entanto, vale ressaltar o quanto é importante que o talento entenda, domine e demonstre seu conhecimento a respeito dos conceitos que permeiam a programação.

A grande maioria das empresas preza por incluir uma etapa de entrevista técnica em seus processos de recrutamento e seleção. Afinal, é através dela que os tech recruiters avaliam as habilidades dos talentos com diversas ferramentas, linguagens e tecnologias que serão utilizadas pelos profissionais em sua rotina como desenvolvedores em um projeto. 

Além dos testes técnicos, há também uma entrevista comportamental, onde os avaliadores analisam o perfil de cada candidato frente às situações do dia a dia no ambiente de trabalho. Esta é considerada uma das etapas mais importantes de um processo seletivo e conseguir demonstrar habilidades como boa comunicação, adaptabilidade e facilidade para trabalhar em equipe é essencial para se sair bem na avaliação. 

A seguir, você encontra mais detalhes sobre as hard skills e soft skills mais valorizadas por recrutadores e empresas quando se trata de desenvolvimento front-end. 

Hard skills 

As habilidades técnicas essenciais para um desenvolvedor front-end englobam desde conhecimentos iniciais em programação até softwares e ferramentas capazes de tornar mais ágil a construção dos projetos. São elas:

Lógica de programação

A primeira hard skill necessária em um perfil de desenvolvedor front-end é o domínio sobre lógica de programação. Esta habilidade precede todas as outras, já que é a base para todos os processos de construção de softwares e aplicações, bem como para a resolução de problemas que podem vir a acontecer em um projeto. 

Linguagens de programação

As principais linguagens de programação que um talento que atua com front-end deve conhecer são HTML, CSS e JavaScript, em suas versões mais atuais. Por serem consideradas tecnologias básicas para esta área da programação, elas aparecem constantemente no ranking das principais linguagens de programação utilizadas por desenvolvedores e empresas ao redor de todo o mundo.

Além disso, são tecnologias que se complementam e permitem a construção de softwares de alto nível através de sintaxes relativamente simples. Enquanto a linguagem HTML se encarrega de estruturar os elementos em determinada página, o CSS vem para aperfeiçoar o design destas informações e tornar tudo mais atrativo para os usuários. Já o JS cumpre a função de tornar a navegação destas páginas mais rápida e simples.

Frameworks front-end

Além das linguagens de programação, é importante também que um desenvolvedor front-end conheça e saiba trabalhar com uma quantidade razoável de frameworks e bibliotecas como Angular, Vue.js e React (e se o foco for a programação mobile, o React Native também entra nessa lista!). 

Estas ferramentas surgem com o intuito de facilitar o desenvolvimento de software e torná-lo mais ágil, simplificando diversos processos através de soluções pré-definidas, algo essencial para quem trabalha na construção de produtos escaláveis. 

UX e UI

Por atuar com o desenvolvimento no setor client-side, um programador front-end precisa ter habilidade com técnicas de UX (User Experience) e UI (User Interface) para que o software construído seja atraente e ofereça uma boa experiência aos seus usuários. 

Neste caso, ter domínio sobre os conceitos de responsividade de softwares e implementá-los no desenvolvimento dos projetos é uma das principais skills requeridas em um talento quando se trata de UX e UI. Até porque, com a constante difusão dos dispositivos mobile, projetos que não possuem uma adaptabilidade em suas interfaces podem perder muito espaço no mercado de tecnologia. 

Versionamento de código

Por último, mas não menos importante, é imprescindível que um desenvolvedor front-end saiba trabalhar com versionamento de código, que, como o próprio nome já diz, consiste em construir e salvar versões de um mesmo código toda vez que este for alterado significativamente. Isso permite com que o desenvolvimento de software seja mais organizado e ágil, sendo considerada uma das boas práticas de programação.

Com base nisso, é necessário que o desenvolvedor tenha domínio sobre alguns softwares de controle de versão, que monitoram todo este processo. Uma das tecnologias mais utilizadas ao redor do mundo para esta tarefa é o Git.

Soft skills

Além de saber trabalhar em equipe e possuir uma boa comunicação, onde as informações são repassadas sem que haja ruídos, que foram habilidades citadas anteriormente neste artigo, um bom desenvolvedor também precisa apresentar outras soft skills para conseguir se destacar no mercado de trabalho. Algumas delas são:

Resolução de problemas

Solucionar problemas como um desenvolvedor consiste na capacidade do profissional de identificar e resolver situações complexas de forma eficiente e ágil. Esta skill reúne diversas outras habilidades, como o conhecimento técnico, criatividade e organização para pensar em soluções que fazem sentido para o atual momento do projeto. 

Talentos que dominam a habilidade de resolução de problemas conseguem sair muito à frente dos demais, ganhando um espaço único no mercado de tecnologia. 

Adaptabilidade e flexibilidade

Projetos de tecnologia costumam sofrer mudanças constantes, principalmente quando se trata de empresas que desejam escalar seus produtos de forma rápida e eficiente. Por isso, é essencial que um desenvolvedor front-end leve em sua bagagem a adaptabilidade e flexibilidade frente às mudanças, pois será necessário se adequar a cada nova decisão para garantir o sucesso daquilo que está sendo construído. 

Aprendizado constante

Você provavelmente já ouviu alguém falar por aí que talentos de tecnologia devem se manter atualizados e em constante aprendizado, devido às inúmeras mudanças deste mercado. E esta é a mais pura verdade! Uma das soft skills mais importantes de um desenvolvedor é estar sempre pronto para aprender sobre uma nova tecnologia e estar por dentro de tudo o que acontece no universo da TI. 

Somente assim, é possível se adiantar em relação às transformações e estar preparado para as novidades do mercado.

Publicado por:
Compartilhe:

Conheça a Kody, sua nova gerente de projetos com IA!

Posts relacionados

A imagem mostra um homem negro de costas para a câmera e de frente para o seu setup, trabalhando como desenvolvedor front-end

Quem deseja seguir carreira como desenvolvedor front-end tem grandes chances de encontrar um futuro muito promissor no mercado de tecnologia. O cenário é de uma grande demanda do mercado, nacional

A imagem mostra um homem negro de costas para a câmera e de frente para o seu setup, trabalhando como desenvolvedor front-end

Quem deseja seguir carreira como desenvolvedor front-end tem grandes chances de encontrar um futuro muito promissor no mercado de tecnologia. O cenário é de uma grande demanda do mercado, nacional

A imagem mostra um homem negro de costas para a câmera e de frente para o seu setup, trabalhando como desenvolvedor front-end

Quem deseja seguir carreira como desenvolvedor front-end tem grandes chances de encontrar um futuro muito promissor no mercado de tecnologia. O cenário é de uma grande demanda do mercado, nacional