Índice:

O que um QA faz?

Índice:

Quality assurance, mais comumente chamado de QA, é o setor responsável pela garantia de qualidade ao longo do desenvolvimento de um produto. Quando se trata de equipes de desenvolvimento de software, o profissional que lida com a qualidade de um projeto exerce funções relacionadas à análise de usabilidade de um produto e, é claro, a detecção de possíveis falhas nos códigos, evitando que a qualidade do software seja comprometida e os resultados esperados pelo cliente não sejam atingidos. 

Engana-se quem pensa que o profissional de QA faz parte do conhecido setor de “controle de qualidade” de um produto ou serviço. Apesar de serem um tanto quanto parecidos, a diferença está em como os processos são conduzidos. Quando falamos de controle de qualidade, estamos nos referindo a um processo de análise na qualidade que acontece após a finalização do produto, enquanto em Quality Assurance, estas análises acontecem simultaneamente ao desenvolvimento do projeto, implementando melhorias enquanto o software é construído. 

De maneira simplificada, é este o setor que vai garantir que o produto no qual uma empresa está trabalhando chegue com qualidade às mãos dos clientes, atendendo às suas expectativas. Uma função de extrema importância e que, muitas vezes, pode ser o terror dos desenvolvedores, já que são mestres em encontrar bugs e falhas nos códigos escritos pelas equipes de desenvolvimento. 

Brincadeiras à parte, vamos entender melhor sobre como é o perfil do profissional de QA em um time de tecnologia de alta performance e como ele pode ter um bom desempenho na equipe. Continue a leitura para saber mais.

O perfil ideal de um QA 

Assim como existem habilidades técnicas e comportamentais ideais para os mais diversos cargos de tecnologia, não seria diferente para os QA’s. Para quem deseja exercer esta função nos times, é importante estar atento a determinados pontos e treinar algumas habilidades. 

Primeiro de tudo, é necessário entender que você, como QA, será o responsável por implementar melhorias e fornecer ganhos aos softwares que estão sendo desenvolvidos. Um processo que seria muito mais difícil sem a ajuda deste tipo de profissional. Ao participar do projeto em conjunto com os desenvolvedores, PO’s e demais membros da equipe de tecnologia, passa a ser essencial que você entenda mais sobre os processo de construção dos produtos, pois só assim será possível fazer considerações e apontar falhas em um período de tempo em que não prejudicará a equipe.

Além de habilidades relacionadas ao desenvolvimento, das quais alguns especialistas apontam ser importantes para o desempenho de boas análises, estão as soft skills, cada vez mais importantes nas carreiras em tecnologia. Um talento de QA precisa ter um perfil mais analítico do que os demais, além de habilidades para solucionar problemas de maneira ágil, ser detalhista, comunicativo e criativo. 

Quando o talento possui visão de produto e alta capacidade de analisar as situações, fica mais fácil identificar falhas pontuais, e até mesmo prever diversos bugs. Tudo isso irá auxiliar nas etapas de desenvolvimento e testagem dos softwares de maneira ágil e ainda assim, evitando falhas, riscos operacionais e dívidas técnicas, que possuem um grande potencial para causar sérios problemas no futuro do projeto. 

Como é o dia a dia de um QA

Este é um perfil de profissional que deve andar lado a lado dos desenvolvedores e Product Owners (PO’s) no dia a dia dos projetos. Isso porque, como você já pôde perceber, seu trabalho está amplamente relacionado às funções que estes outros profissionais desempenham nos times de tecnologia, seja na construção e desenvolvimento dos códigos ou na entrega de um produto que agregue valor aos usuários. 

A rotina de um QA, no entanto, consiste em entender os objetivos de um projeto e pensar nas melhores formas de conduzi-lo a fim de minimizar os problemas que chegarão até os usuários. E isso deve ser feito a partir de testes e análises, que podem ser automatizadas ou não. A partir disso, este talento irá trabalhar ativamente para que o produto atenda realmente às necessidades do cliente ou do usuário em questão, oferecendo pontos de vista diferentes daqueles que os demais profissionais estão acostumados a enxergar e, assim, trazer soluções capazes de otimizar os projetos por completo. 

Por que é importante?

O Quality Assurance é a peça-chave em um time de tecnologia quando se trata de garantir que os processos sejam cumpridos e os projetos executados com eficiência. Sua influência e importância na equipe começa muito antes do desenvolvimento em si, sendo essencial que este profissional esteja presente desde o planejamento até a entrega do produto. Isso porque ele não é apenas responsável por testar e encontrar falhas, mas também por garantir que o usuário terá uma excelente experiência com o software que está em desenvolvimento. 

Como se isso não fosse o bastante, ainda há outros tópicos que refletem a importância de se ter um QA em um time de tecnologia de alta performance. Este talento contribui para a redução de custos no desenvolvimento dos projetos, reduz a quantidade de “retrabalho”, além de influenciar na produtividade e engajamento do time, já que os talentos são incentivados constantemente pelo QA a implementar melhorias no projeto.

Agora que você já sabe mais sobre o que faz um QA, é hora de exercitar as habilidades e partir para novos desafios em projetos de tecnologia. Continue acompanhando nossos próximos insights sobre o assunto e alavanque a sua carreira!

Publicado por:
Compartilhe:

Posts relacionados

métrica developer experience

Entender e otimizar a developer experience é crucial para o sucesso de qualquer projeto de software. Uma experiência positiva pode impulsionar a produtividade e a satisfação da equipe, elementos chave

developer experience

A developer experience, ou DX, é um conceito cada vez mais importante no cenário de desenvolvimento de software. Mas por que a experiência do desenvolvedor é tão importante? Como ela

estimativa de software

Estimar software vai muito além de apenas chutar prazos. É sobre sincronizar de forma inteligente os esforços de desenvolvimento, garantindo que cada recurso seja usado onde realmente importa. Pensando nisso,